Últimas Notícias

Policia Ambiental prende dois por pesca ilegal com arbaletes em Porto Camargo-PR

policia-ambiental-prende-dois-por-pesca-ilegal-com-arbaletes-no-paranaA Pol√≠cia Ambiental de Umuarama (PR), com base em Porto Camargo (PR), recebeu uma den√ļncia an√īnima nessa segunda-feira (10) sobre pesca ilegal na regi√£o do Porto Figueira, em Alto Para√≠so. De acordo com o denunciante, uma dupla estaria pescando esp√©cies nativas com uso de arbaletes e arp√Ķes, o que √© proibido pela legisla√ß√£o.

Atendendo a den√ļncia, uma equipe policial foi ao local onde os infratores teriam deixado seu ve√≠culo estacionado, pr√≥ximo √† rampa de acesso ao rio, e visualizaram o ve√≠culo mencionado pelo denunciante.

Os policiais aguardaram, sob vigil√Ęncia, o retorno e a retirada da embarca√ß√£o do rio. No fim da tarde, eles observaram a chegada de uma embarca√ß√£o na rampa, tendo um dos ocupantes do barco ido ao ve√≠culo, momento em que foi realizada a abordagem e a fiscaliza√ß√£o devida.

policia-ambiental-prende-dois-por-pesca-ilegal-com-arbaletes-no-parana-7No barco, os policiais localizaram alguns peixes da esp√©cie Cascudo, um exemplar da esp√©cie Pintado, tr√™s arbaletes, duas roupas de mergulho com m√°scaras e ‚Äúsnorkels‚ÄĚ, sendo que todos os peixes estavam com sinais de ferimentos por arp√£o. Para esp√©cies nativas, a pesca com uso desses aparelhos √© considerada proibida, de acordo com a Instru√ß√£o Normativa do IBAMA n¬ļ 26, de 02 de setembro de 2009.

Os dois infratores foram presos pelo crime tipificado no art. 34 da Lei de Crimes Ambientais (pescar mediante a utilização de aparelhos não permitidos), sendo encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal em Guaíra para a lavratura do auto de prisão em flagrante, uma vez que o local da pesca trata-se de Unidade de Conservação Federal denominada APA Ilhas e Várzeas do Rio Paraná.

Todos os aparelhos utilizados na pescaria foram apreendidos, inclusive o barco e o motor. Os peixes, totalizando 34,860 Kg (trinta e quatro quilos, oitocentos e sessenta gramas), foram avaliados por m√©dico veterin√°rio, atestando boas condi√ß√Ķes para consumo, sendo ent√£o doados a uma entidade beneficente em Icara√≠ma.

Além de responderem pelo crime, com pena de 01 a 03 anos de detenção, os infratores, moradores do município de Pérola, serão autuados administrativamente (multados) pelo ICMBio, órgão gestor daquela Unidade de Conservação.

A Pol√≠cia Ambiental conta com o apoio da comunidade para que denuncie os casos de crimes ambientais. O telefone para contato e den√ļncias √© o (44) 3624-7630 (Umuarama) e (44) 3584-1175 (Porto Camargo).


Deixe o seu Comentário - Dúvidas e perguntas envie um email para contato@pescamadora.com.br