Últimas Notícias

PMA recebe drone para auxiliar na fiscalização contra crimes ambientais em MS

A Polícia Militar Ambiental de Jardim (MS) recebeu do Ministério Público Estadual das comarcas de Sidrolândia (MS) e Jardim (MS), vários equipamentos que serão utilizados na fiscalização. Os materiais são provenientes de Termos de Ajustamento de Conduta (TACs).

Recentemente foram recebidos: coletes salva vidas, materiais de captura de animais silvestres, decibelímetros, faróis para fiscalização noturna, televisor para educação ambiental, software e computadores, além de um barco de Alumínio, um motor de popa 15 HP, um refrigerador, um GPS e uma máquina digital.

Nessa quinta-feira (24), a PMA recebeu do Dr. Allan Carlos Cobacho do Prado, promotor de justiça da Comarca de Jardim um drone, DJI Phanton4 com Câmera 4k e GPS, equipamento de última geração que contribuirá consideravelmente à fiscalização, especialmente, de desmatamentos ilegais e pesca predatória.

As aquisições são fruto de uma parceria e a aproximação dos órgãos (Ministério Público e Polícia Militar Ambiental). Os recursos que geraram os termos de ajustamentos foram provenientes de ações fiscalizatórias do 2º Pelotão de Polícia Militar Ambiental de Jardim, que tem área de atuação em cinco municípios: Jardim , Guia Lopes da Laguna, Nioaque, Sidrolândia e Maracaju.

Os equipamentos representam um avanço em termos de fiscalização e contribuem significativamente no combate as ações lesivas ao meio ambiente. No caso do drone, a abrangência e a amplitude das imagens que são capturadas em tempo real poderão ser reproduzidas a uma distância de até 5 Km, principalmente em locais acidentados e de difícil acesso.

As imagens permitem eficiência aos relatórios e poderão nortear as ações, possibilitando a responsabilização administrativa, civil e criminal dos autores. As tecnologias representam economia de tempo e recursos do contribuinte e maior efetividade processual.

Exemplo é a operação “Cachorro Vinagre” que a PMA executa com o MPE há um ano, que visa a levantar por imagens de satélites desmatamentos ilegais. Em um ano a PMA autuou 46 pessoas, aplicou R$ 1,2 milhão em multas em desmatamentos ilegais de 4,2 mil hectares descobertos pelas imagens de satélites.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato