Últimas Notícias

Secretario defende PL que proíbe pesca do dourado e pintado por 10 anos no Rio Paracatu (MG)

O Secret√°rio de Cultura e Turismo de Paracatu (MG), Isac Arruda fez uso da tribuna da C√Ęmara nessa segunda-feira (02) para defender o Projeto de Lei 93/2018 apresentado na casa pelo Prefeito Cond√© que pede a proibi√ß√£o da pesca profissional de duas esp√©cies de peixes no munic√≠pio, o pintado e o dourado pelo per√≠odo de 10 anos com prop√≥sito de diminuir o risco de extin√ß√£o. Caso seja aprovado, s√≥ ser√° permitido para as esp√©cies a pesca na modalidade pesque e solte.

O Secret√°rio n√£o se intimidou com a casa cheia de pescadores e sindicalistas em sua grande maioria de outras cidades e fez quest√£o de refor√ßar seu pensamento contr√°rio aos manifestantes que pediam a reprova√ß√£o do Projeto de Lei na C√Ęmara, detalhando os argumentos e ainda citando as recomenda√ß√Ķes da ONU em prol do meio ambiente.

Quando defendemos um projeto como esse n√≥s n√£o estamos proibindo pesca, mas restringindo duas esp√©cies que est√£o com risco de extin√ß√£o. O que n√≥s precisamos √© transformar a quest√£o da pesca de forma sustent√°vel, inclusive dando sustento a quem vive da pesca e esse n√£o √© um pensamento do prefeito da cidade, √© um pensamento da ONU, porque acima de tudo √© preciso de sustentabilidade para que no futuro ainda exista vida no Rio Paracatu,‚ÄĚ justificou Isac.

O Secretário reforçou o entendimento de que cada município tem que cuidar das suas divisas, e que Paracatu será pioneiro no projeto de preservação mas que governantes e legisladores dos municípios vizinhos devem seguir o exemplo.

Cada um tem que defender a sua pr√≥pria terra. Cada um tem que guardar a sua pr√≥pria casa assim como estamos cuidando da nossa. √Č preciso que cada Vereador de outra cidade que est√° aqui presente, pense com cuidado e leve essa reflex√£o para a sua cidade, afirmou Isac.

Durante o evento, pescadores dos municípios Presidente Olegário (MG), Lagoa Grande (MG), Paracatu (MG), Unaí (MG), João Pinheiro (MG) e Três Marias (MG), protestaram, alegando que o projeto prejudica o pescador profissional.

Segundo o presidente da Federa√ß√£o dos Pescadores de Minas Gerais, Valtinho Quintino da Rocha, o projeto atinge cerca de mil pescadores que vivem da pesca no Rio Paracatu e podem perder suas rendas ‚ÄúEsse projeto quer tirar a profiss√£o dos pescadores e n√£o podemos aceitar esse projeto‚ÄĚ, disse Valtinho Quintino.

√Č uma covardia o que este projeto faz com os pescadores. Tem que ter mais estudos e punir quem realmente acaba com o meio ambiente, os pescadores n√£o fazem isso, s√£o trabalhadores, tem que atingir os grandes fazendeiros‚ÄĚ, afirmou o vereador Janu√°rio El√≥i.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato