Últimas Notícias

Semma apreende 10 mil metros de redes em lago após denúncia no Pará

Fiscais da Semma ( Secretaria a Municipal de Meio Ambiente ) apreenderam nesse sábado (23), 100 redes malhadeiras que somadas correspondem a 10 mil metros de rede que eram utilizados para prática de pesca predatória no lago Imumu na comunidade Jari do Socorro, na Gleba Lago Grande (PA), distante 60 km de Santarém (PA).

Segundo informações da Semma, moradores da comunidade encontraram o material na sexta-feira (22) a noite e denunciaram que supostos pescadores estariam fazendo pesca predatória na área. As denúncias motivaram a ação da secretaria que apreendeu o material predatório e geladeiras no local.

Em algumas das malhadeiras haviam pescados de diferentes espécies sendo alguns ainda vivos que foram devolvidos ao rio e outros que já estavam sem vida que foram doados para a comunidade local, disse chefe de fiscalização da Semma, Arlen Lemos.

Ainda de acordo com o chefe de fiscalização da Semma, o lago Imumu é protegido por decreto do Ibama, que prevê uma série de restrições em relação à pesca no local. “Os comunitários cansados de ver a pesca predatória acontecendo naquele local, tomaram a iniciativa de comunicar a Semma. A pesca predatória não ameaça só a reprodução das espécies pesqueiras, como também a subsistência dos comunitários”, frisou Arlen Lemos.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato