Últimas Notícias

PMA apreende 1 km de redes de pesca ilegais e liberta peixes presos aos petrechos em MS

Durante ficalização realizada pela Policia Militar Ambiental de Bataguassu (MS) no lago da usina Sérgio Motta, no rio Paraná e na foz do rio Pardo, nessa quinta-feira, foram apreendidas 18 redes de pesca de malha 90, 140 e 110 milímetros (petrecho proibido) armadas no rio que somadas mediram cerca de  1.000 metros.

Durante a retirada dos petrechos ilegais, os militares retiraram cerca de 20 kg de pescado que estavam vivos e presos às redes. Os infratores proprietários dos petrechos proibidos não foram identificados.

O uso de petrechos proibidos do tipo redes de pesca é muito comum na região, pois, nos lagos das Usinas Hidrelétricas do rio Paraná, este petrecho é permitido para o pescador profissional, desde que identificado e com malha de tamanho a partir de 140 milímetros.

Ocorre que muitos pescadores profissionais armam redes com malhas menores à permitida e não as identificam, além de emendarem umas nas outras, aumentando o raio e o poder de depredação do ambiente.

Segundo a PMA, a manutenção da fiscalização e retirada desses petrechos precisam ser constantes, tendo em vista, a grande capacidade de captura e ocasionamento de mortes dos peixes, pois, os elementos armam o material pela madrugada e ficam somente conferindo, quando não observam presença da fiscalização.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato